Em 2003 Manuel Galrinho e Manuel Simões fundam a companhia DeaiDance

A Deaidance nasceu da experiência, de quase quatro décadas, dos seus criadores, no estudo e prática das artes marciais, em especial do Aikido mas também do Zen, do Iaido e do Tenchi Tessen e inspira-se na estética Butoh.

Deai significa encontro, a Deaidance desenvolve-se a partir de um encontro de tensões que intensificando-se e anulando-se geram os movimentos num misto de luta e harmonia. Esta característica foi herdada, em especial, do Aikido.

A Deaidance Project pretende levar, mais longe o caracter dança-espectáculo da Deaidance inicial que se centrava essencialmente no trabalho dos praticantes sobre si próprios.

A Deaidance Project, apesar da acentuar esta dimensão, é mais do que dança-espectáculo, ela continua a ser recolhimento e meditação em movimento.

A dimensão dança-espectáculo é uma espécie de "pausa no caminho" que se pretende oferecer ao coração atento de quem assiste, através da comunhão dos sentidos e do diálogo das emoções.


 
(foto de Pedro Mehá)


Espectáculos em que participaram os fundadores da deaidance e que estiveram na origem da deaidance

2002 - Olga Cadaval Festival TenChi 2002

Espectáculo concebido pelo Mestre Georges Stobbaerts em que participaram Mário Laginha, Maria João e Rão Kyao.
A coreografia «Ai-ki» é da autoria de Manuel Galrinho.
Manuel Galrinho e Manuel Simões participam como performers.

 

2001 - CCB Dança do Sopro

Espectáculo concebido pelo Mestre Georges Stobbaerts em que participaram também o bailarino e coreógrafo Luis Damas e a violoncelista Teresa Portugal Núncio.
A coreografia «A Procura da Harmonia» é da autoria de Manuel Galrinho.
Manuel Galrinho e Manuel Simões participam como performers.

 

1993 - Belluard (Friburg, Suiça)

Espectáculo com movimentos de Tenchi Tessen, Aikido e Iaido (concebido pelo Mestre Georges Stobbaerts) com os músicos Gerard Widmer em fujara e Willi Grimm em didjeridu.
Manuel Galrinho participa como performer na coreografia de Aikido e Tenchi Tessen.